Maria de Lourdes Melo Leal

Normalista, atriz, empresária e pastora ungida, Lourdes Leal ou Lourdinha Aguiar, é uma das mulheres mais intensas que já conheci. Vivenciando hoje sua melhor idade, presenteou seus amigos e familiares com esta biografia, transmitindo assim, e gratuitamente, muito conhecimento e preciosos ensinamentos.

Seus dons, sua desenvoltura e sua graça, sem esquecer de sua moderna forma de se enquadrar no mundo, transformaram essa pequena órfã no elo matriarcal de uma grande família. Sua coragem, força e fé inabalável, responderam pelo sustento, ensinamento e educação de seus descendentes. Uma mulher plena e cheia da misericórdia de Deus, que usa, com a firmeza de suas palavras, a seriedade e a respeitabilidade de quem conseguiu fazer o melhor com o pouco que lhe foi disponível.

Nascida no berço de uma tradicional família Pernambucana, trouxe a marca da beleza holandesa e da beleza portuguesa nos seus olhos celestes e nos seus cabelos ensolarados, símbolo e sinônimo, encantadoramente, de esplendor, em espetáculos áureos do teatro brasileiro. Dona Lourdinha nunca permitiu que a condição de seu gênero feminino pudesse lhe fragilizar frente às atividades cotidianas, e mesmo quando enfrentou dificuldades, muitas das quais nesta obra foram retratadas, não perdeu a capacidade de renascer e se recriar frente à necessidade de um novo tempo. Uma Lourdes Leal existe não só para ser admirada, mas para ser realmente seguida, como meta de mulher a ser alcançada.

Ao meu exemplo, com todo eterno amor.

Emília Oliveira Mello Ferraz

Publicações do Autor